SalmosSelect another book


Chapter 74 of 150

1Ao mestre de canto. “Não destruas”. Salmo de Asaf. Cântico.*

2Nós vos louvamos, Senhor, nós vos louvamos; glorificamos vosso nome e anunciamos vossas maravilhas.

3“No tempo que fixei, julgarei o justo juízo.

4Vacile, embora, a terra com todos os seus habitantes, fui eu quem deu firmeza às suas colunas.

5Digo aos arrogantes: Não sejais insolentes; aos ímpios: Não levanteis vossa fronte,

6não ergais contra o Altíssimo a vossa cabeça, deixai de falar a Deus com tanta insolência.

7Não é do oriente, nem do ocidente, nem do deserto, nem das montanhas que vem a salvação.

8Mas Deus é o juiz; a um ele abate, a outro exalta.

9Há na mão do Senhor uma taça de vinho espumante e aromático. Dela dá de beber e até as fezes hão de esgotá-la; hão de sorvê-la os ímpios todos da terra.”*

10Eu, porém, exultarei para sempre, salmodiarei o Deus de Jacó.

11Abaterei todas as potências dos ímpios, enquanto o poder dos justos será exaltado.